Pesquisar este blog por palavras

Abelhas mirins e o sinal da natureza.

As abelhas mirins.
Abelhas mirins e o sinal da natureza. A tarde Aninha saiu para caminhar nos campos onde mora, acompanhada de Luluzinho seu cãozinho fiel e sempre presente em suas caminhadas, ela foi observar o comportamento das abelhas mirins que habitam as fendas das rochas, e tronco de árvores caídas na mata onde as abelhas mirins habitam, ali nesses pequenos espaços elas se infiltram e ficam por muitos anos, o único problema maior são as formigas famintas que as vezes podem atacar, elas produzem pouco mel de tão escuro, Aninha aprendeu com seu pai que o mel é bom para bronquite, asma, e resfriados, e logo que chegou lá na mata onde existem paredes de pedra observou que havia um exame morando ali, logo gritou para Luluzinho seu cãozinho – Luluzinho vem aqui ver, encontrei as abelhas mirins, luluzinho que estava embrenhado entre plantas e capins saiu correndo e chegou com as orelhas em pé como se falasse estou aqui, Aninha diz – Luluzinho veja aqui as abelhas fizeram um cone de própolis e fecharam a entrada da casa, é sinal que vem muito frio e vento por ai, o tempo vai mudar, pensei que o inverno tinha terminado Luluzinho, mas vejo agora que não, é sinal de frio amiguinho, vamos embora vou contar a meu pai que vem frio, quem sabe neve, precisamos nos prevenir com a lenha, nesse instante Aninha, olha para luluzinho, ele concorda, da um latido para se manifestar e os dois saem correndo pelo campo, e chegando em casa Aninha vai logo comunicar a seu pai, sobre a previsão, e diz: Pai vai ter mais frio as abelhas mirins quase taparam a entrada da casa com o cone de própolis, é sinal de muito frio - é mesmo filha, esse é um sinal que podemos confiar, então vamos nos prevenir vamos guardar lenha suficiente para aquecer a casa e fazer a comida, obrigada filha, o sinal está ai ,vamos nos preparar e esperar o frio chegar, dois dias depois veio a chuva, ventos frio e até caiu uma neve bem fininha. Contos e crônica baseado em tempos já passados. Autora Fátima Zanin todos os direitos reservados. Plágio é crime. Correções serão feitas posteriormente por profissionais da área